A origem da Sociedade Juizforense de Proteção dos Animais remonta a 1949. Passou por percalços e somente em 1986 foi reativada. De início conveniada ao Demlurb, a SJPA encontrou ali um ambiente impróprio para animais. Com a nova administração foram feitas reformas, mas, mesmo assim, a política de atendimento ainda não estava dentro do nível pretendido. Em fevereiro de 1989 o convênio com a prefeitura foi rompido.

Em 27 de março de 1989 a SJPA mudou-se com 70 cães e 30 gatos para um terreno doado na BR-040, apesar da situação precária dos canis improvisados. Desde então a Sociedade vem recebendo o apoio da população de Juiz de Fora, o que permitiu sua sobrevivência.

No mesmo ano a SJPA foi reconhecida como uma entidade não governamental (ONG), uma associação civil sem fins lucrativos, constituída legalmente com registro em cartório e cadastro na Receita Federal (CNPJ nº 20.460.556/0001-78). Oficialmente, seu reconhecimento como de utilidade pública se deu através da Lei Municipal 506 de 26/01/1952 e Lei Estadual 10.012 de 27/11/1989.

Por determinação estatutária a entidade não remunera nenhuma categoria de sócio, contando apenas com o trabalho voluntário. Todos os recursos obtidos são revertidos integralmente para o atendimento aos animais assistidos.